Untitled Document
  • Arquivo de 'Séries'



    postado por: mgabriela | 08 fev 2017

    WhatsApp Image 2017-02-08 at 20.11.41

    A Netflix anunciou hoje a sua programação para o ano de 2017 e, em meio aos seus lançamentos de filmes e séries, uma simples frase chamou a atenção dos fãs.
    Castlevania Parte 1, Primeira Temporada chegando à Netflix em 2017
    Isso é, literalmente, tudo o que sabemos sobre a produção até o momento, mas os rumores indicam que a série será produzida pela Frederator Networks (Os mesmos responsáveis por Hora de Aventura) e o produtor será Adi Shankar, o criador do violento curta inspirado em Power Rangers em 2015.
    No ano passado, Fred Seibert – dono da Frederator Networks – declarou que estava trabalhando em um projeto envolvendo videogames.
    “Nós temos um projeto agora, que ainda não podemos revelar, baseado em uma das mais famosas franquias de videogame dos últimos 30 anos. Existem grandes personagens e uma grande história. Eventualmente sairá.”
    Antes mesmo dessa declaração, Adi Shankar disse que trabalharia em uma série de Castlevania ao lado de Seibert.

     

    Fonte:
    https://t.co/dFsoreiYj8

    postado por: Isabela Soares | 07 fev 2017

    Nesta terça, dia 07, foi divulgado o trailer da mais nova série da Marvel pela Netflix!

    “Quinze anos após ser dado como morto em um acidente de avião, Danny Rand (Finn Jones) misteriosamente retorna a Nova York determinado a recuperar a empresa de sua família e tudo mais que lhe é de direito. No entanto, quando um inimigo aparece na cidade, ele é forçado a escolher entre o legado familiar e seu dever como Punho de Ferro. Marvel”

    Punho de Ferro estreia no dia 17 de março, na Netflix.

    postado por: Isabela Soares | 06 fev 2017

    Neste domingo, dia 05, durante os comerciais do Super Bowl a Netflix liberou o teaser de Stranger Things.

    A 2ª temporada da série chegará na Netflix em Outubro de 2017.

    postado por: Isabela Soares | 06 fev 2017

    Elizabeth I (1533-1603) foi rainha da Inglaterra e da Irlanda. Filha de Henrique VIII e sua segunda esposa Ana Bolena. Nasceu em Greewich, nos arredores de Londres. Quando tinha três anos, sua mãe foi decapitada, por ordem de Henrique VIII, quando começou a correr notícias de que a rainha estava traindo o rei. Quando Ana Bolena foi decapitada, os direitos do trono foram retirados da princesa.

    Resultado de imagem para rainha elizabeth 1 reign
    Elizabeth passou a infância e a juventude fora da corte, dedicada aos estudos. Teve aulas de línguas, música e dança. Só voltou à corte em 1544, com a autorização do Parlamento. Tinha 13 anos quando seu pai morreu e Eduardo VI assumiu a coroa.
    Elizabeth foi coroada em 1558, com 25 anos, com a morte de Eduardo VI, em 1553 e Maria I em 1558. Logo restabelece a estrutura anglicana para a Igreja e em 1562 restaura a soberania do rei como chefe supremo. Em 1563, o novo corpo eclesiástico define os 39 pontos básicos do anglicanismo. Roma excomunga a rainha, da mesma forma como fizera com Henrique VIII.

    Resultado de imagem para elizabeth reign

    A rainha centraliza o poder, fazendo-se representar em todas as partes do reino por xerifes e juízes de paz. Raramente convoca o Parlamento, tomando para si todas as decisões. Mantém uma política econômica mercantilista, surgindo nessa época as indústrias da construção naval, do ferro, do estanho, do chumbo e do enxofre.
    Em 1564, autoriza os mercadores aventureiros a transacionarem com os Países-Baixos e a Alemanha. Dá diretos à Companhia da Rússia para estender suas atividades comerciais através de Moscou até a Pérsia. A Inglaterra conquista os mercados da América, Ásia e África. Em 1559, a rainha cria a Bolsa de Londres e concede monopólio para a exploração comercial das colônias.
    Elizabeth I funda, em 1600, a Companhia das Índias Orientais. Os navegantes procuram a passagem de ligação entre a América e a Ásia. Francis Drake circunavega a terra. Na América é fundada Virgínia, cujo nome homenageia a “Rainha Virgem”.
    Os mares ainda são dominados pela Espanha, a grande rival econômica da Inglaterra. Quando a Marinha inglesa vence a Espanha, os caminhos para o comércio ficam desobstruídos.

    Resultado de imagem para elizabeth reign
    Elizabeth I morreu em 1603, sem deixar descendentes diretos. Mas viu a Inglaterra ser a dona dos mares e da Economia da Europa.

    postado por: Julia | 05 fev 2017

    A rainha Mary nasceu no palácio de Linlithgow no dia 8 de dezembro de 1542. Foi coroada com apenas 6 dias de vida. Dizem que ela chorou a cerimônia inteira, talvez um presságio do que estava por vir.

    Ela estava na linha de sucessão do trono inglês e escocês. Como bisneta do Henrique VII da Inglaterra, ela era uma herdeira legítima e estava na linha de sucessão do trono atrás somente dos filhos de Henrique VIII.

    Sendo jovem e mulher, Henrique VIII estabeleceu que ela se casaria com o seu filho, o futuro Eduardo VI e assim a paz estaria garantida entre os dois países.

    A oferta de casamento estava acordada em tratado quando os católicos da Escócia decidiram se opor à oferta. Eles cancelaram o casamento, levaram a Mary ao Castelo de Stirling e renovaram a tradicional aliança com a França. É claro que o Henrique ficou furioso!

    Ele ordenou uma série de ataques violentos na Escócia, principalmente em Edimburgo. “Coloque tudo sob fogo e espada. Robem tudo que vocês puderem de Edimburgo, então ponham fogo e a destruam. Isso sempre lembrará os escoceses a punição por serem desleais. Façam o que for necessário para derrubar o castelo e ponham fogo no palácio de Holyrood!” foram suas palavras. O exército inglês colocou fogo na Abadia de Holyroodhouse e, em tantos outros pontos da cidade que até mesmo eles tiveram que deixar a cidade. Eles também colocaram fogo nas plantações do vale do Tweed, nas abadias de Melrose, de Jedburgh e de Dryburgh.

    Os escoceses deram a mão da Mary em casamento ao herdeiro do trono francês. Na época a França era o maior inimigo da Inglaterra, porém era uma grande aliada da Escócia. Mary se casou com o Dauphin em Paris no dia 24 de abril de 1558. Quando ele sucedeu ao trono de seu pai em 1559, a Mary passou a ser Rainha da França e da Escócia. Porém o reinado de Dauphin foi breve, já que ele morreu de uma infecção no ouvido em 1560.

    No ano seguinte, a Mary decidiu voltar à Escócia. Em agosto de 1561 ela chegou a uma Escócia reformada (Reforma Protestante) com nenhuma tolerância em relação ao catolicismo. A Mary era católica romana e tinha receio de ficar na Escócia, mas seu meio-irmão, Lord James Stewart, tinha garantido a ela que poderia continuar a ser católica. Apesar das missas terem sido abolidas, a Mary foi capaz de negociar a celebração de missas privadas na abadia de Holyrood.

    No início ela governou com sucesso e moderação, aconselhada pelo Lord James e William de Lethington. Em 1565, ela se casou com o seu primo de segundo grau Henrique, Lord Darnley (bisneto do Henrique VII).

    Darnley era mimado, petulante, impulsivo e ciumento. O relacionamento dos dois não era dos melhores. Mary tinha um secretário, amigo e confidente chamado David Rizzio. Rizzio era italiano e compartilhava da mesma fé de Mary; ele era católico. Alguns acreditavam que Rizzio e Mary planejavam um golpe para restabelecer o catolicismo na Escócia. Outros achavam que ele era espião do Papa. Darnley tinha muito ciúmes desta amizade e o seu ciúmes era alimentado por intrigas de outras pessoas na corte. Até que no dia 9 de março de 1566 Darnley invadiu a saleta de jantar da Mary no Palácio de Holyrood, a ameaçou (na época ela estava grávida) e assassinou o Rizzio. É muito improvável que Mary e Rizzio tivessem tido alguma relação além da amizade. Não há nada nos relatos históricos que sugiram que ela tenha tido uma relação amorosa com Rizzio. A Mary ficou inconsolável.

    Naquele verão nasceu o filho da Mary e do Darnley, seu nome era James. No dia 10 de fevereiro de 1567, o Darnley foi assassinado na Kirk o’Field próximo aos muros da cidade. As pessoas começaram a suspeitar que a Mary estava envolvida no crime.

    Três meses depois a Mary se casou com o Conde de Bothwell, o principal suspeito do assassinato de Darnley. A partir daí a vida de Mary tomou um rumo trágico.

    No dia 15 de junho de 1567, os Lords protestantes formaram um exército e se confrontaram com o exército da Mary no monte Carberry, próximo a Edimburgo.

    Ela se rendeu, foi presa no castelo Lochleven e forçada a abdicar o trono para seu filho. Seu marido Bothwell fugiu para a Escandinávia, onde ele foi preso e permaneceu como prisioneiro até a sua morte.

    Em 1568, a Mary escapou de Lochleven, mas perdeu a batalha de Langside próxima a Glasgow. Ela continuou a fugir em direção ao sul para pedir abrigo e proteção à Inglaterra, já que ela acreditava que a Rainha Elizabeth I iria apoiar a sua causa. Porém, a rainha a tornou prisioneira na Inglaterra onde ela permaneceu assim por 19 anos.

    3x15_004

    Os católicos do país tentaram assassinar a rainha Elizabeth, por isso os seus ministros exigiram a execução da Mary já que eles acreditavam que ela estivesse envolvida no tal atentado e temiam a restituição da Igreja Católica no país. A Mary foi executada no dia 8 de fevereiro de 1587, aos 44 anos. Foi enterrada na Catedral Peterborough. Em 1612, seu filho James VI ordenou que seu corpo fosse exumado e transferido à uma cova da capela do rei Henrique VII na Abadia de Westminster.

    A Mary Queen of Scots é uma figura histórica muito amada pelos escoceses. Muitos filmes e documentários contam a vida dela.

     

     

     

     

    FONTE 1 (TEXTO): Destino Escócia – Mary Queen of Scots (1542-1587)

    FONTE 2 (FOTOS): Adelaide Kane France